2009-10-09

Um dia haverá
em que talvez encontres
o portão de uma velha casa.

Atreve-te a entrar - avança
um a um os degraus
até encontrares o quarto
onde encerrados
os meus olhos
se alagam de castigo.

Abre depois as janelas
para que a luz
se reflicta nas águas
onde mergulhado
eu sonhava
o infinito das horas
em que entardecias.

Dar-me-ás às mãos
o teu corpo a beber
e como se tu fosses
uma árvore,
eu felino
escalarei o teu tronco.

Ou como um pássaro,
me abrigarei dentro de ti
e quererei fazer ninho
dentro do teu tronco
e com o bico
desenharei o doce fruto.

13 comentários:

Delirius disse...

Sabes tão bem falar do amor, Zé Miguel.
... tão longa essa sedenta espera
... e tão cega essa paixão a consumir-te
Achei lindo!
Particulamente a parte a parte final:

"Ou como um pássaro, me abrigarei dentro de ti
e quererei fazer ninho dentro do teu tronco.

E com a bico desenharei em ti o doce fruto."

Que poema mais belo!
Beijo

Lídia Borges disse...

Um dia haverá em que desejaremos ser encontrados por quem encha de luz os nossos olhos cegos.

O que escreves é sempre lindo.


Um beijo

Anónimo disse...

Poeta d'Elvas,
É lindo o teu poema!
Beijinhos
Sílvia

gabriela rocha martins disse...

um dia o poema florirá entre os teus dedos

mágicos



.
um beijo

sandra disse...

lindo como sempre
beijos

aletheia disse...

Este é o enredo incontornável que nos envolve em todas as estórias que tentamos contar.E,se dito assim, para quê acrescentar?

Bj

Stella Tavares disse...

"Ou como um pássaro, me abrigarei dentro de ti
e quererei fazer ninho dentro do teu tronco
e com o bico desenharei em ti o doce fruto". Meu Deus, dizer o que diante de tanta beleza? Você permitiria que eu publicasse este poema no manual do inseguro.com? Em novembro é o primeiro aniversário do blog e eu vou passar todo o mês publicando textos de outros autores. Você me permitiria? Por favor, mande-me um email com a sua resposta.
Bjs
Stella Tavares
stellatavares@yahoo.com.br

MEUS PENSAMENTOS disse...

vim lhe conhecer através da homenagem de uma amiga em comum lindo este poemaamei e te parabenizo e por aqui vou seguindo-te bom feriado!

Lara Amaral disse...

Muito bonito o poema!

Abraços!

Poesia Portuguesa disse...

Espero que não te importes que tenha "levado" um dos teus poemas...
Um abraço :-)))

bonecadetrapos disse...

a reter. este espaço.

Saudações com estima

© Piedade Araújo Sol disse...

vim até aqui pela mão da PP.

gostei deste espaço e da qualidade da poesia, que aqui se escreve.

parábéns!

um abraço

Graça Pires disse...

Já o tinha lido no blog da MM.
Obrigada pela visita e pelas palavras deixadas no meu "Ortografia". Gostei deste seu espaço e virei cá mais vezes.
Um abraço.